Há poucos passos do futuro e apenas alguns clicks da desgraça

10262135_702035829860781_8101074066657495077_n

“Sinto que toda essa ‘evolução’ tecnológica, acabou por nos tornar um monstruoso organismo coletivo que julga e sentencia com um click, na mesma velocidade e violência de quem puxa o gatilho e mata. Viramos seriais killers cibernéticos”

*por Marcio Barcellos

Parece-me que quanto mais a tecnologia nos aproxima, maior fica a distância entre nós e a nossa própria humanidade. Será que não conseguimos mais pensar por conta própria? Será que um dia nós já conseguimos? Não consigo mais lembrar. Já faz muito tempo que eu estou conectado nessa bosta. Sinto que toda essa ‘evolução’ tecnológica, acabou por nos tornar um monstruoso organismo coletivo que julga e sentencia com um click, na mesma velocidade e violência de quem puxa o gatilho e mata. Viramos seriais killers cibernéticos sempre em busca de um motivo pra matar.

Semana passada uma banana gerou uma polêmica inacreditável, tudo por conta de uma atitude racista que uma megaestrela brasileira do futebol sofreu na Europa. Em pouco menos de dois dias, milhares de compatriotas aderiram a uma campanha que para alguns saiu pela culatra, mas que teve o seu mérito, já que devido ao seu caráter duvidoso, muita coisa boa foi questionada. Ótimos pontos foram levantados, outros nem tanto. Enquanto uns abriram suas cabeça, outros lucraram com a ignorância da massa. Tudo bem, por mais que eu ache esse oportunismo hediondo, isso já era de se esperar. A gente tá cansado de saber que esse mundo cão é sustentado por um monte de gente trouxa que está sempre pronta para pagar para vestir alguma ideologia ‘barata’.

O que mais me chocou mesmo foi que, pouco menos de uma semana depois, um número muito pouco expressivo de pessoas (se comparado à campanha da banana), questionou, ou ao menos se comoveu, quando uma mulher foi injusta e impiedosamente massacrada e assassinada por algumas pessoas que, de tão inconformadas com a precariedade atual da situação, agora estão prontas para fazer ‘justiça’ com as mãos, mesmo que de uma forma fatalmente equivocada. Agora me responda uma coisa, nesse mundo virtual, o que leva uma pessoa a se identificar com uma banana, mas ser tão indiferente com a tragédia dessa pobre coitada?

O motivo da morte de Fabiane Maria de Jesus foi um boato no facebook. Mas ela também foi vítima de uma alienação tecnológica que vem surgindo pouco a pouco a cada ano, e que combinada com os mais de 500 anos de injustiças sociais brasileiras, acaba por se tornar uma receita extremamente delicada.

Temo que isto se torne algo cada vez mais recorrente em meio a toda essa revolução digital. E espero que essa anomalia social-tecnológica sirva de reflexão para que nós possamos entender quais são os verdadeiros perigos que essas ferramentas representam em nossas vidas, agora que elas são tão fáceis de serem confundidas com uma arma.

Se antes compartilhar um boato já era um lance perigoso, imagina agora que uma multidão revoltada está conectada e sempre a espreita, com um martelo na mão e um mouse na outra, em busca da oportunidade de vingança. Não sei direito onde essa loucura vai parar, mas toda vez que eu olho na cara do futuro, eu sinto que ele está cada vez mais parecido com a idade média.

Um comentário sobre “Há poucos passos do futuro e apenas alguns clicks da desgraça

Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s