Vem aí os torneios caça-níqueis que interrompem as férias dos atletas

evento_bomsenso_leandrocanonico1
Direito de férias conquistado pelo Bom Senso FC forçou atraso de campeonatos estaduais e da Copa do Nordeste. Mas os jogadores serão colocados para jogar lucrativas partidas “não oficiais”.

*por Irlan Simões

Em 2014 o Bom Senso FC, organização que agregou os atletas profissionais de futebol do Brasil, conseguiu a importante conquista de garantir um mês de férias para os atletas profissionais. Agora eles terão um tempo maior de descanso, mas também de preparação antes da temporada, que costuma ter cerca de 70 partidas para os principais clubes.

Ainda assim, os principais clubes do país estão planejando a “reapresentação” – como é chamado o primeiro dia de trabalho entre os boleiros – logo no dia 8 de Janeiro. Com isso, são praticamente 30 dias de condicionamento físico, treino e preparação do elenco antes de jogar a sua primeira partida oficial. O dia mínimo para o primeiro jogo ficou estabelecido para a quarta, 4 de fevereiro.

Mas o que tem acontecido nos bastidores? Os clubes mais fortes do país estão organizando “torneios amistosos” durante a pré-temporada. São jogos não oficiais, mas que rendem muita grana para os envolvidos: gestores de arenas, empresas de marketing esportivo e clubes.

São torneios caça-níqueis, como já aconteceram em outras ocasiões e acontecem com frequência na Europa, mas não deixam de ser jogos para esses atletas. A pré-temporada conquistada pelo Bom Senso FC se tornou uma grande oportunidade para os velhos mecenas do futebol brasileiro lucrarem.

Segundo o portal A Crítica, de Manaus,  está sendo planejada um “Torneio Superseries”, um triangular entre Vasco, Flamengo e São Paulo a ser realizado na Arena Amazônia, um das praças desportivas mais deficitárias pós-Copa.

Na matéria  “Competição com Vasco, São Paulo e Flamengo em Manaus será chamado de “Torneio Superseries”, de Denir Simplício, há a informação de que as empresas IFV e Klefer estariam por trás do acordo, e que o Flamengo já teria confirmado interesse.

A Klefer é uma empresa de propriedade de um velho conhecido dos flamenguistas: Kleber Leite, que dirigiu o clube entre 1995 e 1998. A empresa tem o contrato de marketing da Copa do Nordeste e os direitos econômicos da Copa do Brasil, substituindo agora a antiga Traffic.

Segundo consta a proposta é mais ambiciosa do que aparenta. O torneio já estaria fechado para acontecer em todas as pré-temporadas dos próximos anos, mas sem a garantia de sede e nem de participantes fixos. Exatamente porque isso depende das condições colocadas para cada situação.

O torneio aconteceria nos dias 21, 23 e 25 de janeiro, portanto antecipando em duas semanas o calendário oficial do futebol brasileiro, que se inicia com os campeonatos estaduais. Os jogos acontecerão praticamente no mesmo dia que começariam o Campeonato Carioca ou o Campeonato Paulista, já que estamos falando de clubes desses estados, se a pressão exercida pela organização dos jogadores não tivesse surtido efeito.

Isso nos leva a pensar os motivos que fizeram a CBF aceitar com tanta tranquilidade essa medida. Pelo visto existiam interesses econômicos por trás. Se dizem que “não tem mais besta no mundo do futebol”, o que dizer dos senhores que comandam seus bastidores?

*Irlan Simões é coordenador da Revista REVER

Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s