RESISTO E INSISTO, A POESIA VALE À PENA

thiagofragata
Thiago Fragata e Nivaldo Oliveira apresentam capa do livro. Foto: Márcia Arévalo.

O poeta Thiago Fragata apresenta a campanha  de captação de recursos para o livro “São Cristovão poética e xilogravada”

Por Thiago Fragata

No último dia 7 de agosto, a intervenção poética foi na solenidade de Aniversário dos 103 anos do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe (IHGSE), com declamação do poema “Muqueca”, obra que brinca com a memória gustativa. Antes, no dia 19 de julho, o recital foi na Feira de Trocas Solidárias, evento organizado pela Ong Sociedade para o Avanço Humano e Desenvolvimento Ecosófico (Sahude), no Parque da Sementeira. Além disso, outro recital no Café Cultural do Nivaldo Oliveira no dia 10 de julho, localizado no Centro Histórico de São Cristóvão. É assim, vivo com poesia, não sei viver diferente.

Como poeta e militante, penso poesia como promotora de qualidade de vida, seja para quem escreve ou consome. Foi isso que motivou a decisão de guardar os livros acadêmicos e emplacar o projeto “São Cristóvão poética e xilogravada” no site do Catarse. Serei escritor, desejo estrear com um livro de poesias. Para concretizar o sonho, preciso de apoio e da colaboração dos futuros leitores, pelo sistema de crowdfunding. Trata-se de um financiamento colaborativo do projeto cultural onde investidor garante o seu exemplar, que por sua vez, chegará autografado pelos Correios.

Escrevi o “Manifesto em defesa da poesia diária nos jornais sergipanos” em 2005. Neste ano ele completa uma década e permanece atual, ou seja, a minha revolta continua. Esse é o sinal, preciso publicar poesia. Minha revolta maior é perceber que o espaço antes reservado à poesia – jornais editavam cadernos de poesias -, hoje foi tomado pela violência, por cenas da miséria humana, como espécie de chamariz de leitores. Por sua vez os leitores alimentam a “imprensa urubu”, que exibe um prato de sangue por dia, não respeitando a dor dos familiares das vítimas ou qualquer direito destas. A sociedade acorda, almoça e janta violência na televisão, nos impressos, na rua, no trabalho, em casa. Pergunto: não existe tempo ou um espaço para poesia? É preciso reinventá-lo, então, serve de bússola o pensamento do crítico austríaco Ernst Fischer (1899/1972) “a poesia tira o homem da realidade, mas o devolve mais enriquecido”.

Tenho dedicado a vida a coordenar e participar de rodas de leituras, intervenções poéticas, recitais, saraus, eventos que batizei literoatividades, pois cansei de confundirem eventos literários com lançamento de livros. Entre os anos de 2011 e 2014 foram 24 ações de literoatividades, uma média de 6 por ano. Minha poesia, evidente, figurou nas seletas de textos que foram projetados na parede para leitura compartilhada das plateias.  Hoje estou empenhado na Campanha “O poeta precisa sonhar, ajude”.

A obra que inspira

Na obra “São Cristóvão poética e xilogravada”, que resultará da campanha, dedico 30 poesias ao patrimônio arquitetônico, as festas e procissões, a natureza e sua gente; todas ilustradas pelo artista Nivaldo Oliveira. Aposta na obra como a melhor lembrança que os turistas levarão da quarta cidade mais antiga do Brasil. Minha iniciativa tem ainda fundo didático, espero que mais artistas  possam seguir este caminho. Aqui em Sergipe o caso da Coutto Orquesttra é emblemático, eles repetiram o sucesso da última campanha pelo Catarse e pretendem lançar o disco “Voga”.

Participe da campanha “O poeta precisa sonhar, ajude”

Depois de clicar no link do projeto, assista ao vídeo. Em seguida, aperte o botão verde “apoiar este projeto”. Escolha valor e condições de depósito se através do cartão de crédito ou boleto bancário. Lembrando que a partir de R$ 30,00 (trinta reais) você garante o recebimento do seu exemplar pelos Correios, além dos brindes ou recompensas.

*Thiago Fragata é poeta e historiador.

Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s