Sercine 2015: Correria paraguaia fecha quarta noite do Sercine

7-Cajas-Film_01webLonga 7 Caixas prende público com suas câmeras ágeis e reviravoltas

*por Rafa Aragão

O Sercine Festival Audiovisual chegou ao seu quinto ano de festival. Como de costume além de bons debates como o promovido na primeira semana de evento, bons filmes continuam a passar na telona. Outro destaque é a mudança de local de exibição dos filmes. O Sercine que em anos anteriores já esteve nos Teatros Lourival Batista e Atheneu, levou seus filmes para o Centro Cultural de Aracaju. Uma ótima pedida, já que o local tem uma belíssima sala de exibição. Claro que o festival sozinho não consegue dá a vida necessária para o centro da cidade, que urge uma revitalização noturna, mas aponta para possibilidades de uso e ocupação cultural.

Mostra Universitária

A noite de exibições começou com a mostra universitária. Dos três filmes exibidos, destaco o sergipano Vitrola Moderna de Érica Sá e Thaty Cellos. No inicio o curta da impressão que vai tratar da “nova musica sergipana” ou do bom momento da cena alternativa local. Porém o debate que filme propõe é bem mais amplo. E é o grande mérito, conseguir instigar o debate. Apesar disso, senti falta de mais personagens para compor a discussão. Alguém fora da “modernidade” exposta pelo filme. Nada que comprometa.

Mostra Cão de Telha

Dois filmes com personagens femininos marcantes chamaram a atenção nesse terceiro dia da Mostra. O documentário Trabalho Precário Produção de Luxo acompanha a dura labuta de uma costureira que vende seu trabalho para empresas que lucram alto com as roupas que ela faz. Exploração e sonhos caminhando lado a lado. O outro destaque foi Olhos de Botão. Uma historia angustiante com um final que deixa o espectador coçando a cabeça.

Quem quiser saber mais sobre os curtas exibidos na mostra desta segunda-feira pode acompanhar a cobertura dos companheiros do Bagaceira Talhada que também estão cobrindo o Sercine.

Correria e Cumbia

O longa que fechou a noite do Sercine foi o paraguaio 7 Caixas de Juan Carlos Maneglia e Tana Schémbori. Maior sucesso da história do cinema paraguaio e vencedor do Festival Internacional de Cinema de Brasília (BIFF 2013), 7 Caixas conta com uma trama envolvente e um roteiro muito bem amarrado. O filme nos leva há acompanhar um dia na vida Victor (Celso Franco), jovem pobre que trabalha na feira fazendo o que popularmente chamamos aqui de “carrego”. Por conta da sua correria e câmeras ágeis e cenas em locais simples faz lembrar Cidade de Deus e Quem quer ser um Milionário. Vitor é fascinado pelas imagens que vê na TV e seu desejo de conseguir um celular que filma. A oportunidade de realizar seu sonho surge quando um comerciante pede para que tome conta de sete caixas de origem duvidosa e receber 100 dólares por isso.

A partir daí sua aventura por becos e vielas do mercado de Assunção começam, fugindo da policia e de um carregador concorrente e outros bandidos. Como uma boa história de ação, Vitor tem conta um parceiro, nesse caso parceira. A jovem Liz (Lali González) amiga fiel de Vitor, ganha nossa simpatia com o decorrer do filme. O grande mérito do filme é fazer algo que é comum, tramas que se encontram e reviravoltas, parecer bastante original. E faz com que o público fique vidrado. Tudo isso com uma trilha sonora cumbiera matadora.

Se 7 Caixas não é surpreendente, ele não decepciona. O sonho de Vitor por celular e tv’s remete reflexões sobre algo que hoje para nós é tão comum que às vezes nem percebemos. Essa também foi uma boa sacada do diretor. A fotografia é bonita, mesmo sem ser grandiosa. É perceptível que o filme teve baixo custo e isso só aumentam os méritos de sua produção. O público deixou o Sercine fascinado pela história instigante do jovem paraguaio.

*Rafa Aragão é jornalista e DJ

Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s