Doc ‘Tupinambá – O Retorno da Terra’ será exibido nesta quinta na UFS

o retorno da terraFilme narra  a história de expropriação e resistência dos Tupinambá,  segundo a perspectiva dos indígenas

por Geilson Gomes

Embora considerados, segundo algumas “fontes etnológicas”, extintos desde o século 18, os Tupinambás – indígenas localizados no sul da Bahia – mostram através de sua luta e resistência que sua história ainda não teve fim. Por mais estuprado e massacrado que eles possam ter sido, desde o período de colonização do território brasileiro, a atual batalha dos guerreiros é uma prova viva da coragem de um povo que está disposto a tudo para garantir o direito de usufruir da terra.

Diante de um cenário de opressões exercidas pelo Estado brasileiro e pelos latifundiários, que tentam acabar com o que ainda sobra dos indígenas, o documentário ‘Tupinambá – O Retorno da Terra’, da diretora Daniela Alarcon, vem para reforçar e dar visibilidade a história de expropriação e resistência deste povo, que desde o ano de 2004 começou a realizar ações denominadas ‘Retomadas de Terras’ – que representa luta de reconquista do terreno que foi habitado por seus ancestrais e que, segundo a perspectiva indígena, pertence aos encantados.

O documentário será exibido na próxima quinta-feira, dia 28, às 17h, no auditório da didática VI da Universidade Federal de Sergipe (UFS), seguido de uma roda de conversa com a diretora e com a Tupinambá Jéssica Quadros. Conforme Daniela Alarcon, a ideia de fazer o filme surgiu da constatação de que os Tupinambás atravessam ainda um cenário de violação de seus direitos e de violência. “É preciso denunciar o que ocorre, já que a imprensa hegemônica costuma veicular apenas a versão dos não-indígenas contrários à demarcação da Terra Indígena Tupinambá de Olivença”, explica.

Ela, que desde 2010 vem pesquisando com os Tupinambás, viu no cinema uma possibilidade de difundir a luta dos indígenas. “Eu não sou alguém do cinema, sou da antropologia, mas vejo no cinema uma linguagem que tende a ter uma difusão mais ampla que o universo acadêmico. O documentário foi um desdobramento de uma pesquisa preocupada em denunciar o conflito fundiário que vem ocorrendo no território onde os Tupinambá vivem”.

“O fato de eu já ter uma relação de pesquisa com os Tupinambá, de já ter um trabalho sistemático de levantamento das narrativas, de conhecer as personagens e ter uma relação de confiança com elas, contribuiu para a construção do filme”, pontua Daniela. Ademais, ela conta que a produção recebeu o apoio da Repórter Brasil, organização que produz jornalismo voltado a temas sócios-ambientais, e que financiou a ida da equipe a campo e forneceu os equipamentos para captação de imagens.

Por ser independente, o doc tem circulado em diferentes espaços, através de várias articulações, entre elas, com os movimentos sociais, universidades e festivais. “Ele abriu a última edição do CachoeiraDoc, no Recôncavo Baiano, junto com “Retomada”, outro filme sobre os Tupinambá. Realizamos seções em Salvador, Ilhéus (BA), Feira de Santana (BA), Rio de Janeiro, São Gonçalo (RJ), Mesquita (RJ), São Paulo, Brasília e Florianópolis, entre outras cidades, com a presença de lideranças indígenas. O filme também foi exibido no Chile (em uma comunidade Mapuche), em Paris e Londres”, diz a diretora.  Além disso, Daniela ressalta que o doc participou da Mostra de Filme Etnográfico da Associação Portuguesa de Antropologia, em Coimbra, 2016, e em breve será exibido em uma série de universidades portuguesas.

#O QUÊ: EXIBIÇÃO DO DOC ‘TUPINAMBÁ – O RETORNO DA TERRA’

# QUANDO: 28 DE JULHO, ÀS 17H

#LOCAL: AUDITÓRIO DA DIDÁTICA VI (UFS)

Para saber mais informações, consulte a página do evento: http://migre.me/urrAp

Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s