Família LA – oito anos colorindo Aracaju

“A crew oriunda de Aracaju/SE é composta por graffiteir@s e educador@s populares que há quase uma década vem intervindo na cidade”

por Clara de Noronha
Fotografia: Saulo Santana

No último final de semana a Família Laboratório da Arte completou oito anos de existência e para comemorar esta data tão importante, a crew organizou no último sábado; a Família LA – A FESTA, que aconteceu no Parrankas (espaço localizado no bairro Coroa do Meio) no dia 2 de Setembro de 2017. A festa contou com a participação dos artistas sergipanos: Sagaz das Atalaias, Bidu, Dj Dgordo, Meados de Maio, banda Reação e MC Grafi (Otra fita) de Salvador, além das intervenções que foram feitas pelos própri@s graffiter@s no local.

A crew oriunda de Aracaju/SE é composta por graffiteir@s e educador@s populares que há quase uma década vem intervindo na cidade, dando vida ao cinza dos muros e resignificando os espaços através das cores.  Atualmente a crew é composta por dez integrantes de todas as zonas de Aracaju, incluindo o município de Socorro e desde a sua fundação sempre contou com a participação de mulheres, no momento a única mulher que compõe a crew é a graffiteira Coruja, que vem representando as minas na cena.

A família Laboratório da Arte surgiu em 2009, época em que a cena do graffiti em Sergipe começava se expandir. “Como falo, estamos ficando ‘velhos’ (risos) que no graffiti é uma coisa boa, infelizmente somos a única crew da nossa época em que todos os integrantes estão em atividade” comenta o graffiteiro Dalvan Dexter, um dos integrantes da crew.

Após oito anos de caminhada, é impossível andar na cidade e não reconhecer os riscos Família LA pelas paredes, de sul a norte de Aracaju os muros seguem sendo ocupados com muita arte e cultura.  Expressar-se através da tinta nos espaços urbanos nunca foi fácil; muitos materiais possuem preços inacessíveis o que por vezes acaba limitando as produções da galera, fora a repressão e o preconceito que sofrem por serem taxados de vândalos.

“Desde o início afirmamos que a única diferença entre graffiti e pixo é a estética, e dentro das leis do nosso país o que diferencia isso é uma autorização, como quando fomos presos fazendo graffiti, só nos chamavam de pixadores, então pra gente que tá na rua não tem diferença.  A LA é uma crew que conseguiu juntar grande parte dos estilos, entre painéis, bombs, realismos, personagens, grapixo e pixo, SOMOS A RUA “ completa Dexter.

A Família LA e à tod@s que resistem diariamente fazendo do spray seu instrumento de luta e transformação… VIDA LONGA!

Abaixo seguem alguns registros da festa feitos por Saulo Santana.

Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s