Povos e comunidades tradicionais lançam manifesto em Encontro do PEAC

Defesa da vida e dos territórios é pautada a partir de denúncias de conflitos socioambientais “Metal, por mais precioso que seja, não mata a fome” disparam as mais de 90 comunidades tradicionais que participaram do X Encontro do PEAC (Programa de Educação Ambiental com Comunidades Costeiras), realizado entre os dias 5 e 8 de abril, em Aracaju, para alertar sobre os impactos causados pelos projetos … Continuar lendo Povos e comunidades tradicionais lançam manifesto em Encontro do PEAC

O assassinato do pintor Nadinho e o ‘kit flagrante’ da Polícia

  Henrique Oliveira* O artista plástico Arnaldo Filho, conhecido como Nadinho, foi morto pela Polícia Militar sábado a noite dentro do seu ateliê na cidade de Candeias, localizada na Região Metropolitana de Salvador. Os policiais militares disseram que receberam um chamado após um homem invadir uma residência, e que ao chegarem no local indicado bateram na porta da casa, se identificaram como policiais, mas o … Continuar lendo O assassinato do pintor Nadinho e o ‘kit flagrante’ da Polícia

Marielle Franco: Por memória, verdade e justiça

  *Lucas Sada Hoje completam 30 dias de um dos maiores ataques à democracia que presenciamos nas últimas décadas. Ainda chocado com a ousadia dos executores, penso que a luta por Marielle pode seguir os mesmos princípios adotados pelas vítimas das ditaduras militares de América Latina: memória, verdade e justiça. MEMÓRIA Sua trajetória, política e de vida, bem como seus ideais não podem ser silenciados … Continuar lendo Marielle Franco: Por memória, verdade e justiça

O simbolismo narrativo da prisão de Lula: Como um bom ‘animal político’ vence uma batalha

  “A vitória de Lula sobre os seus algozes ainda não veio pelas vias jurídicas legais, mas ele triunfou  ao construir e obrigar a grande mídia – que é um dos seus maiores opositores – a contar a narrativa da sua prisão da forma como ele planejou” *por Diogo Costa Nesse contexto em que um grande complô de poderes se uniu para arrancar a cabeça … Continuar lendo O simbolismo narrativo da prisão de Lula: Como um bom ‘animal político’ vence uma batalha

ACABA DE ME MATAR – O manifesto da sociedade angolana contra o governo

“Manifesto voluntario da sociedade se tornou numa campanha que se caracteriza pela sua criatividade, espontaneidade e sobretudo muito provocante” *por Filipe Kiangala Rodrigues Aço “ACABA DE ME MATAR” é um manifesto fotográfico que tem um forte apelo via redes sociais e que começou depois que uma criança morreu, vítima das fortes chuvas em Luanda no mês de Fevereiro deste ano. Este manifesto voluntario da sociedade se … Continuar lendo ACABA DE ME MATAR – O manifesto da sociedade angolana contra o governo

Da sorte de ser uma Preta Nagô: Resistência, Devoção e Ancestralidade na Festa de Santa Barbara (Iansã)

“Uma festa tal, ao completar 130 de existência sem interrupção, é inverter a lógica do racismo como elemento de maior perversidade da história social brasileira em elemento de oposição” *por Yérsia Souza de Assis A minha família, assim como muitas das famílias pretas do pós-abolição foram obrigadas a criar estratégias de coesão e resistência à sociedade brasileira do pós-abolicionista, pois, abolir a escravidão no Brasil e … Continuar lendo Da sorte de ser uma Preta Nagô: Resistência, Devoção e Ancestralidade na Festa de Santa Barbara (Iansã)

Jackson e Belivaldo, doem o terreno para o povo do Centro Administrativo

“Na próxima terça, 27 de março, ocorrerá uma audiência judicial envolvendo a ocupação Centro Administrativo, a prefeitura de Aracaju e o governo do Estado”. *por Alexis Pedrão Dezenas de famílias resistem em um terreno estadual localizado no Bairro Veneza 2, numa área conhecida como Centro Administrativo. São barracos e casas de alvenaria onde moram desempregados, trabalhadoras, idosos, muitas crianças, pessoas que já moram por lá … Continuar lendo Jackson e Belivaldo, doem o terreno para o povo do Centro Administrativo

Nois por Nois lança o clipe ‘Homem Invisível’: Uma fama sem glória e que não tem final feliz

  “Sua vontade em se tornar visível dentro dos bang fez ele se tornar mais invisível que antes!”   Henrique Oliveira*   O Grupo de Rap Nois por Nois lança o clipe da música ‘Homem Invisível’, a primeira faixa do novo disco que vem sendo produzido, cujo nome será T.E.M.A (Terror em Máxima Amplitude). O grupo de Rap criado em meio as favelas e palafitas … Continuar lendo Nois por Nois lança o clipe ‘Homem Invisível’: Uma fama sem glória e que não tem final feliz

1ª Lama de 2018: O Original Marginal Rap de Salvador

por Henrique Oliveira* Na noite da sexta feira passada (09) aconteceu o evento que é conhecido como o mais sujo da cidade, o Lama – original marginal Rap, no Anglo Saxon Pub, Largo do Pelourinho, um lugar histórico para a cultura negra na Bahia e no Brasil. Essa foi a 7ª edição em 3 anos que a festa já ocorre, e a Revista Rever foi … Continuar lendo 1ª Lama de 2018: O Original Marginal Rap de Salvador

Carnaval de Salvador e As Muquiranas: Quando o assédio vem fantasiado de mulher

Henrique Oliveira e Iris Brito Lopes* Carnaval é a época do “pode tudo”, dizem. A folia é marcada por alegorias, diversidade e uso de fantasias nas ruas. No caso dos homens, é comum o uso de “fantasias femininas”, ou seja, roupas e adereços geralmente usados por mulheres no dia a dia. Em alguns casos, essa postura é entendida como uma liberação de um lado feminino … Continuar lendo Carnaval de Salvador e As Muquiranas: Quando o assédio vem fantasiado de mulher